Justiça

STJ concede habeas corpus a Carlos Nuzman

Medidas cautelares foram impostas ao ex-presidente do COB.

Reprodução G1

O ex-presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman teve o habeas corpus concedido pela 6ª turma do Superior Tribunal de Justiça nesta quarta-feira (18), mas foram determinadas algumas medidas cautelares. Ele tinha sido preso em 5 de outubro, suspeito de intermediar o pagamento de propinas para que o Rio de Janeiro fosse escolhido a sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

A prisão preventiva de Nuzman foi decida por 4×0, ele terá que entregar do passaporte, foi proibido de deixar o Brasil e de ter contato com outros investigado.

Outros suspeitos são investigados na mesma ação: Leonardo Gryner, ex-diretor do COB; o ex-governador do Rio Sérgio Cabral, preso desde novembro; e o empresário Arthur Soares, o “Rei Arthur”.

Uma semana após ter sido preso Nuzman renunciou ao cargo de presidente do (COB). Ele deixará a prisão assim que o alvará de soltura foi expedido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo