Geral

Americano processa Apple por ser viciado em pornografia

AMERICANO APPLEUm advogado americano está processando a Apple por ter ficado viciado em pornografia. Chris Sevier quer que todos os produtos comercializados pela empresa já venham com um filtro que exija senha para a entrada em sites de pornografia. O advogado explica que o vício se iniciou depois que por um erro de digitação entrou no site Fuckbook, quando na verdade tentava se conectar a rede social Facebook. Segundo Sevier, as imagens pornográficas que encontrou no site “apelaram para suas sensibilidades biológicas como um macho” e o levou “a um vício não desejado com consequências adversas”. O vício teria acabado com o casamento de Sevier. Segundo a ação, “o reclamante ficou totalmente fora de sintonia em sua relação amorosa com sua esposa, (…) começou a desejar garotas mais jovens e bonitas (como as) dos vídeos, em vez de sua esposa, que não tem mais 21 anos”. Ele reclama que a Apple não lhe deu nenhum aviso sobre os perigos da pornografia. Na opinião do americano, se isso tivesse acontecido ele não teria tido tantos prejuízos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo