BrasilGeral

Zé Dirceu vota após 8 anos com direitos políticos cassados

Depois de oito anos com direitos políticos cassados, o ex-ministro José Dirceu voltou às urnas neste domingo (29). Em seu perfil no Twitter, ele declarou que iria apoiar Guilherme Boulos no segundo turno da eleição municipal em São Paulo.

“Indo votar, depois de 8 anos impedido, no 50 de Guilherme Boulos! Construindo a Frente Popular!”, escreveu Dirceu. De acordo com o Poder 360, o político foi cassado pela primeira vez pela Câmara de Deputados em 2005, o que o tornou o primeiro parlamentar petista a ser cassado. Ele foi deputado federal e ministro da Casa Civil do primeiro governo de Lula.

Em 2013, o cofundador do PT foi preso pela primeira vez após ser condenado por corrupção ativa pelo STF (Supremo Tribunal Federal) no caso do mensalão. A Corte concedeu habeas corpus para que ele cumprisse o restante da pena em casa já no ano seguinte.

Em 2015, foi preso novamente. Foi acusado na 17ª fase da Lava Jato de receber propina por meio da empresa JD Consultoria e Assessoria Ltda, que recebeu R$ 39 milhões de 2006 a 2013, mas voltou pra casa de tornozeleira eletrônica em 2017. 

No ano seguinte, foi condenado a quase 31 anos de prisão em 2ª instância pelo caso de corrupção envolvendo a JD Consultoria. No entanto, ficou cerca de um mês em reclusão, pois teve liberdade concedida pelo STF.

Para cumprir pena em sua segunda condenação, foi preso pela quarta vez em maio de 2019. Deixou a cadeia em novembro deste mesmo ano, pois o STF considerou ilegal a permanência na prisão de condenados em 2ª instância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar