Geral

Tarso Genro diz que 80% da programação de rádio e TV deveria sair do ar

TARSO GENROO governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), afirmou que mais de 80% da programação de rádio e TV deveria sair do ar, caso a Constituição brasileira fosse respeitada. A declaração foi feita em evento que discutiu a regulação da mídia, organizado por sindicatos e movimentos sociais em Porto Alegre. “Se esses artigos fossem aplicados de maneira séria, provavelmente mais de 80% dos programas que estão nas rádios e principalmente nas televisões teriam de sair do ar”, defendeu, em referência a itens do artigo 221 da Constituição, relativo à programação das emissoras de rádio e televisão. “São programas que ou transformam a mercadoria em notícia ideologizada ou promovem a violência, o sexismo e a discriminação”, acrescentou Genro. O petista também falou que o Supremo Tribunal Federal (STF) foi influenciado pela imprensa no julgamento do caso do mensalão. “Eles [os réus] já foram condenados por antecipação. Foram condenados pela mídia e o Supremo adotou a posição”, declarou o governador, presidente do PT na época em que estourou o escândalo. Informações da Folha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo