EsportesGeral

Seedorf reclama de estádios vazios: ‘atrapalham a visibilidade do futebol brasileiro’

SEEDORF 2Adaptado e já vitorioso no futebol brasileiro, o meia Clarence Seedorf reclamou da falta de público nos jogos do Botafogo e na maioria dos confrontos do campeonato brasileiro. Em 2013, o Botafogo ainda não teve um jogo de casa cheia. Com exceção da partida contra o Fluminense, que ultrapassou a marca de 10 mil pagantes, o clube amargou públicos inferiores a 5 mil. Para Seedorf, isso ainda atrapalha psicologicamente tanto quem joga dentro ou fora de casa.
– Não muda nada jogar em estádio com ou sem publico, mas é muito melhor atuar com. O Figueirense não tinha torcedores no estádio, mas tentaram ganhar o jogo. Para o espetáculo e para valorizar o futebol brasileiro seria bom o estádio cheio, disse o camisa 10, que destaca a importância de público em clássicos:
– É sempre bom jogar um clássico, principalmente quando está cheio. Atuar em um grande estádio sem pessoas não adianta nada. A Arena Pernambuco é uma grande obra, mas precisa de gente para dar vida ao estádio, declarou.

O duelo entre Botafogo x Fluminense, na Arena Pernambuco, válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, está marcado para domingo, às 18h30.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo