Polícia

Pai mata filha de forma covarde para esconder segredo abominável

Pai, mãe e irmão são suspeitos de envolvimento na morte da jovem


6bbdwlzh7b_6b1ko66raz_fileO Cidade Alerta da última terça-feira (12) exibiu uma reportagem de um crime brutal envolvendo familiares. Celso da Conceição é suspeito de matar a própria filha, Stefanini Monken, de apenas 18 anos, em um sítio em Maricá, na região dos Lagos, no Rio, para esconder um segredo assustador.
De acordo com a Polícia, a mãe Andrea Helena de Freitas e o irmão, Wesdra de Freitas são suspeitos de bolarem a morte da garota
Segundo as investigações, o pai cometeu o crime e tentou disfarçar que a filha havia desaparecido. A mãe e o irmão da vítima, cientes da farsa, teriam se omitido. O crime aconteceu em 2011, mas surgiram novas informações sobre o verdadeiro motivo da morte da vítima neste semana.
Em três anos de investigação, o pai indicava supostas pistas sobre o assassinato. Ele tentou incriminar o ex-companheiro da vítima.
Por muito tempo, Celso Conceição se passou por vítima no caso do desaparecimento da filha Stefanini, de 18 anos.  À medida que a investigação avançou, a polícia fechou o cerco e Celso confessou o crime: ele teria batido em Stefanini até matá-la.
De acordo com a reportagem, o assassinato teria como motivo o crime de abuso sexual. A Polícia acredita que o pai violentava a moça. A mãe e o irmão sabiam, mas não denunciavam. Por conta do surgimento de um namorado, com medo de ter o segredo revelado e ser preso, o pai resolveu matar a própria filha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo