Geral

Mensalão: Petistas minimizam abertura de inquérito para investigar Lula

JORNAL - EXEMPLARLideranças petistas reunidas no diretório nacional do partido em São Paulo tentaram minimizar, nesta sexta-feira (12), a abertura de um inquérito da Polícia Federal (PF) para investigar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A cúpula do PT não discutiu o assunto e, aos repórteres, os políticos chegaram a considerar o caso uma “notícia velha”. “A investigação é sobre se a campanha do presidente Lula teve utilização de caixa dois e não é uma investigação sobre o presidente Lula”, disse o presidente nacional do PT, deputado Rui Falcão, em entrevista na sede da sigla, na capital paulista. A investigação deve apurar as denúncias do publicitário Marcos Valério de que o ex-mandatário brasileiro supostamente teria conhecimento do mensalão, que culminou com a condenação de petistas como o ex-ministro José Dirceu (PT) e o deputado José Genoino (PT). Os dois participaram do encontro do diretório nacional, mas não trataram do tema. “Essa é mais uma das muitas invencionices que se cria tentando atingir o presidente Lula, cujo único “crime” cometido foi o de melhorar a vida de milhões de brasileiros” afirmou Falcão. O dirigente petista descartou a elaboração de uma nota de solidariedade a Lula, que na próxima segunda (15) receberá o título de cidadão honorário em Belo Horizonte, ao lado da presidente Dilma Rousseff (PT), e participará de um seminário sobre os 10 anos de governo do PT. Os petistas organizam uma festa para ele, mas negam que seja um desagravo. “Não há nenhuma necessidade de a gente soltar uma nota de solidariedade até porque a gente não acha que ele esteja agravado ou investigado pessoalmente”, disse Rui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo