Cidades

Homem mata a amante por ela se negar a realizar aborto

Acusado simulou sequestro e policiais desconfiaram da versão apresentada.

Elisania Leal/Facebook

Um homem identificado por César Aparecido é acusado de matar a amante Elisânia da Conceição Leal de 22 anos, por ela se negar a realizar um aborto, o crime ocorreu na noite desta quarta-feira (07), o acusado simulou um assalto e ligou para a polícia afirmando que os assaltantes teriam o obrigado a matar a mulher.

A jovem afirmava estar grávida de dois meses e era balconista em Santa Isabel, São Paulo, ela foi morta com golpes de martelo e uma facada no pescoço.  César é casado e afirmou temer que sua esposa o abandonasse.

Na ligação ele detalhou um sequestro, onde supostamente os dois teriam sido levados a uma estrada de terra, no local os supostos criminosos teriam obrigado que ele matasse a mulher e em seguida “fugiram”

Segundo informações da polícia ao Estadão, uma viatura foi enviada para apurar os fatos, e no local apontado, os policiais desconfiaram da versão apresentada, o carro usado por César estava atolado na lama e não havia sinais de que outras pessoas estiveram no local do crime. A arma branca e o martelo foram localizados.

Na delegacia o acusado acabou confessando o crime e revelou o relacionamento extraconjugal.

Ele foi indiciado por feminicídio e homicídio, o corpo de Elisânia foi enviado ao Instituto Médico de Guarulhos onde passou por pericia e posteriormente foi liberado para sepultamento. A perícia deverá apontar se de fato ela estava grávida. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar