Cidades

Wagner descarta disputa pela Prefeitura em 2016

Diante de tantas especulações sobre os possíveis nomes para disputar as eleições municipais em 2016 pelo PT, até mesmo o do ex-governador e atual ministro da Defesa, Jaques Wagner, já foi citado como um dos que pode sair candidato na disputa pela prefeitura de Salvador, contra o atual prefeito ACM Neto (DEM), que disputará a reeleição.
 
Com o visível incômodo de alguns setores do PT com a possibilidade de a sigla não lançar candidatura própria devido à ausência de um nome forte e que não esteja “cansado de guerra”, o nome do ex-líder baiano surge como uma luz no fim do túnel. No entanto, o próprio ex-governador descartou a candidatura em 2016, durante uma entrevista a uma rádio comunitária de Andaraí, na Chapada Diamantina. Essa foi a primeira vez que o petista falou sobre o assunto. Wagner disse que tinha muito carinho pela capital baiana, que já a ajudou muito, mas que tinha como missão auxiliar a presidente Dilma Rousseff no segundo mandato da petista.
 
A informação que circula nos bastidores é que a possibilidade nasceria da avaliação de que ele não tem ganhado projeção especial como ministro, ao contrário de Aloízio Mercadante, que estaria a ofuscar o brilho do carioca/baiano diante dos olhos da presidente Dilma.
 
Por isso, alguns petistas acreditam que Wagner poderia dar continuidade ao prestígio obtido dentro do PT como governador da Bahia, desta vez, na prefeitura soteropolitana. Embora a informação não seja confirmada pelo presidente estadual do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, há quem diga dentro do diretório petista que já existe até slogan para a suposta campanha de Jaques Wagner para a prefeitura de Salvador: “A oposição vive de microfone. A situação de realizações”. Leia mais no Tribuna da Bahia.

 Tribuna da Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo