Notícias

Voo da FAB causa prejuízos de R$ 35 mil

O incidente causado por um caça durante cerimônia de troca da bandeira da Esplanada dos Ministérios neste domingo (1º) custará a Força Aérea Brasileira (FAB) um prejuízo de R$ 35 mil. O custo é relativo à recuperação dos 320 metros quadrados de vidraças danificadas do Supremo Tribunal Federal, destruídas após um voo de exibição de dois caças supersônicos Mirage F-200 e da Esquadrilha da Fumaça. A troca dos vidros começa nesta terça-feira (3) e deve durar no máximo três semanas. No momento, o prédio do STF está parcialmente interditado e o presidente do Supremo foi deslocado para uma sala do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A FAB informou nesta segunda-feira (2) que piloto do caça responsável pelos danos foi temporariamente afastado e uma investigação apura as circunstâncias do incidente. “O piloto passará por uma avaliação operacional e poderá sofrer sanções”, diz nota divulgada pela Aeronáutica. A FAB se disponibilizou a pagar pelo conserto dos vidros do STF, dos prejuízos do Palácio do Planalto e também de pessoas físicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo