Cotidiano

Travesti é morta a tiros no bairro de Stella Maris, em Salvador

Quando a polícia foi acionada, vítima ainda estava com vida.

Uma travesti foi encontrada morta a tiros na manhã deste domingo (11), no bairro de Stella Maris em Salvador. De acordo com o Centro Integrado de Comunicação (Cicom), o corpo foi encontrado no chão, por volta das 7h20, na Alameda Praia do Flamengo, logo após um complexo de lojas de fogos de artifício.

Quando o Cicom recebeu a informação, a pessoa que avistou o corpo disse que a vítima ainda apresentava sinais vitais, mas quando a Polícia Militar chegou ao local, já encontrou a travesti morta. A identidade da travesti ainda é desconhecida. Ela apresentava seis perfurações pelo corpo, sendo atingida na nuca, na barriga, no ombro e nas costas. De acordo com a perícia, há indícios de que o crime ocorreu na noite deste sábado (11). Os tiros foram feitos a “queima-roupa”, com uma pistola 380. Não havia marcas de tortura.

Ao lado dela, só havia uma bolsa, na qual não foram encontrados documentos. Na pequena bolsa, havia apenas um cachimbo, do tipo usado para fumar crack. Ainda conforme a perícia, suspeita-se de que a travesti trabalhava como prostituta na região. Junto ao corpo também foi achada uma cédula de R$10 presa ao sutiã. Segundo policiais da 15ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), não havia ninguém por perto quando o corpo foi localizado.

O Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi encaminhado ao local para realizar a perícia e removeu o corpo da travesti por volta das 10h. A rua onde ela foi encontrada dá acesso à Avenida Paralela, mas é pouco utilizada e tinha bastante lixo e um vasto matagal. A autoria e motivação do crime serão investigadas pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).  Corrreio24h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo