Entretenimento

Teólogo diz que o ‘Diabo venceu sim’, e concorda com Gaviões da Fiel

O teólogo batista Tiago Santos, que estudou no Seminário Teológico Batista do Rio Grande do Sul e é fundador da igreja Abrigo, em Porto Alegre, publicou um texto que está tendo muito repercussão, sobretudo entre os evangélicos.

Escreveu sobre o enredo da escola de samba Gaviões da Fiel, que levou à avenida a mensagem “O Diabo Venceu”. Como evangélicos se escandalizaram, e por isso o teólogo decidiu explicar por que o carnavalesco da Gaviões deu uma demonstração de que entende mais de Cristianismo do que aqueles que seguem Silas Malafaia e similares- diz  Célia Cristo.

“Quando a igreja fez arminha com a mão, o diabo venceu.

Quando os pastores e missionários, mesmo atuando nas comunidades mais pobres e obtendo o seu sustento do salário dos trabalhadores, apóiam a retirada de direitos destes para favorecerem os mais ricos, o diabo venceu.

Quando a igreja ri de uma criança que morre, o diabo venceu.

Quando a igreja comemora que uma líder social é assassinada a tiros numa emboscada, o diabo venceu.

Quando a igreja zomba de um líder político que precisa deixar o país sob ameaça de morte, o diabo venceu.

Quando a igreja vive uma expectativa que entremos em guerra com outro país para atender interesses geopolíticos de superpotências, o diabo venceu.

Quando a igreja se torna o principal grupo social do país a espalhar mentiras na internet, o diabo venceu.

Quando a maior preocupação da igreja, em um país extremamente desigual, é que meninos vistam azul e meninas rosa, o diabo venceu.

Quando a igreja fica em angustiante silêncio frente ao racismo, a xenofobia, ao feminicídio, a homofobia, o diabo venceu.

 Quando a igreja considera armar toda a população como forma de buscarmos a paz, o diabo venceu.

Quando a igreja considera justo que fazendeiros que já tanto tem esmaguem os povos indígenas para lhes tomar o pouco que resta, o diabo venceu.”  Fonte: A Cada Minuto.

Etiquetas
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar