Cotidiano

Sexo oral sem preservativo ajuda a espalhar superbactéria da gonorréia

Nesta sexta-feira (07), a Organização Mundial da Saúde (OMS) enviou um aviso, alertando a população que uma superbactéria da gonorréia está se tornando resistente aos antibióticos e ficando cada vez mais difícil de tratar.

Segundo a OMS, a disseminação da doença se deu por conta da queda no uso de preservativos, principalmente na prática de sexo oral.

Segundo um levantamento realizado em 77 países, cerca de 78 milhões de pessoas são contaminadas a cada ano pela doença.

Em apenas 15 anos, os médicos tiveram que mudar o tratamento três vezes, por conta da resistência desenvolvida. Na Europa e no Japão foram registrados casos onde a cura foi considerada impossível.

O remédio tradicionalmente usado, o ciproflaxacin, teve resistência registrada em 97% dos países avaliados pela OMS. Apenas um remédio é considerado eficiente, o ESC.

A gonorreia é uma doença sexualmente transmissível que pode aumentar o risco de infecção por HIV.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo