Esportes

Segundona de 2021 terá cinco campeões brasileiros pela primeira vez em sua história

A Série B de 2021 vai ser nivelada por cima. Pelo menos no que diz respeito ao peso da camisa. Com a iminente queda do Vasco, se juntando aos já rebaixados Coritiba e Botafogo, a Segundona do Brasileiro da próxima temporada vai contar com cinco campeões brasileiros. Isso porque, entre os times da competição, já estão os remanescentes Cruzeiro e Guarani.

Ao todo, em 14 edições da Série B, algum time que já conquistou o Campeonato Brasileiro esteve presente. Porém, até a definição do Brasileirão de 2020, nunca mais que quatro desses campeões tiveram que se preparar para disputarem juntos a competição.

Em 2021, entretanto, o cenário vai ser diferente. Campeão em 1978, o Guarani não vive anos positivos no futebol. A última vez que o Bugre disputou a divisão de elite do país foi em 2010. De lá para cá, o time de Campinas chegou a passar quatro anos na terceira divisão e, desde 2017, costuma ficar no meio da tabela da Série B.

O Cruzeiro foi rebaixado pela primeira vez em 2019, no entanto, não conseguiu o acesso no ano seguinte. A equipe mineira, e os cariocas Vasco e Botafogo, vivenciaram sérias crises políticas e financeiras que, entre todos os problemas, atordoaram os bastidores e interferiram diretamente no desempenho em campo.

Além deles, o Coritiba bateu recorde: rebaixado pela sexta vez em sua história, o Coxa não resistiu ao efeito “ioiô” e se igualou a América-MG e Vitória como clubes com mais quedas para a segundona do futebol brasileiro.

A pergunta que fica é: com tantas camisas recheadas de glórias, a dificuldade da Série B vai aumentar muito? Vinicius Faustini, repórter do L!, alerta: mesmo com os cinco campeões juntos, o nível da segunda divisão já se provou bastante competitivo.

– Na verdade, a competição já é árdua independentemente da presença de clubes tradicionais. Equipes como CSA, Ponte Preta, Sampaio Corrêa e Operário mostraram que são bem difíceis de encarar. Além disto, as distâncias são maiores, o que torna mais desgastante para as delegações.

Concorrência acirrada

Na temporada de 2020, as equipes que conquistaram o acesso tiveram fortíssima concorrência. O Cuiabá, 4º colocado da Série B, foi o último time a se classificar para a primeira divisão, com 61 pontos. Porém, a diferença entre o CSA, que terminou na 5ª colocação com 58 pontos, até o 9º colocado Avaí, com 55 pontos, foi o equivalente a apenas uma vitória, o que prova o alto nível de disputa entre as equipes.

Os já campeões Cruzeiro e Guarani, por exemplo, não fizeram uma boa competição e terminaram no meio da tabela. A Raposa ficou na 11ª colocação com 49 pontos, já o Bugre, finalizou o campeonato na 13ª posição, com um ponto a menos.

É importante lembrar, também, que de todas as equipes presentes na tabela da segundona, Avaí e CSA disputaram recentemente a Série A, em 2019. Além disso, outros clubes tradicionais como Ponte Preta – dona do melhor ataque da Série B -, Vitória, Náutico e o rebaixado Goiás serão adversários de Vasco, Botafogo, Coritiba e Cruzeiro

Ao LANCE!, Eduardo Dias, CEO da empresa de consultoria técnica Footure, comenta sobre o novo cenário da Série B. Entre as respostas, Eduardo explica como os clubes rebaixados devem se reestruturar para conseguir o acesso.

– (Sobre o reerguimento para voltar à elite) Saber onde o clube quer chegar e não abrir mão deste norte dentro de cinco anos. Com isto, no curto prazo ir pensando que tipo de jogador quer adquirir, pretende trabalhar. Analisar o mercado com clareza e manter o planejamento não cedendo a demitir o treinador, à pressão da torcida. Mas isto é desafiador, uma vez que os clubes são muito conservadores – afirmou o executivo.

Confira as 14 edições da Série B que contaram com campeões brasileiros:

Série B de 1992 – Grêmio e Coritiba
Série B de 1998 – Bahia e Fluminense
Série B de 2003 – Palmeiras, Botafogo e Sport
Série B de 2005 – Guarani, Grêmio, Bahia e Sport
Série B de 2006 – Atlético MG, Sport, Coritba e Guarani
Série B de 2008 – Corinthians e Bahia
Série B de 2009 – Vasco e Guarani
Série B de 2012 – Athletico-PR e Guarani
Série B de 2013 – Palmeiras e Sport
Série B de 2014 – Vasco
Série B de 2015 – Botafogo e Bahia
Série B de 2016 – Vasco e Bahia
Série B de 2017 – Internacional e Guarani
Série B de 2019 – Cruzeiro e Guarani

Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo