CotidianoGeral

Responsabilidade de Gabrielli e Lula em irregularidades está clara, diz Imbassahy

Mais uma vez o nome do ex-presidente Lula é associado ao escândalo que atinge a Petrobras. Durante depoimento na CPI que investiga irregularidades na estatal, na tarde da segunda-feira, 22,Venina Velosa da Fonseca, ex-gerente da área de Abastecimento da empresa, deu a entender que tanto ele quanto o ex-presidente da empresa Sergio Gabrielli tinham conhecimento dos desvios de recursos para pagamento de propina.
 
O vice-presidente da CPI, deputado Antonio Imbassahy (PSDB), alertou para os prejuízos causados ao país devido às irregularidades que colocaram a maior estatal brasileira em destaque no noticiário político-policial. O tucano citou a Refinaria Abreu e Lima (PE) como exemplo da “trambicagem” ocorrida na Petrobras. Segundo ele, a comissão de inquérito vai continuar as investigações “doa a quem doer”, até chegar a todos os responsáveis pelos desvios.Venina confirmou que Gabrielli sabia das irregularidades cometidas na construção da refinaria, em Pernambuco. “Ela comprova que uma refinaria que poderia ter custado US$ 20 mil por barril processado – que já é elevado para o mercado internacional – saiu por US$ 87 mil por barril. Um prejuízo que jamais será pago, pois já está realizado e a população brasileira está pagando a conta com tributos, impostos e elevação do preço dos combustíveis.
 
É realmente um crime que se cometeu dentro da Petrobras”, afimrou Imbassahy. De acordo com o tucano, o depoimento de Venina reforçou que o plano de negócios feito na gestão de Gabrielli, sob o comando do ex-presidente Lula, era absolutamente irreal. Conforme destacou, a estatal não tinha capacidade de realizar os projetos, que eram “fruto de megalomania”. O parlamentar afirmou que os compromissos da estatal passaram a ser vinculados ao calendário eleitoral. “Por isso fica na compreensão de quem assistiu ao depoimento que a responsabilidade de Gabrielli, e o conhecimento por parte de Lula, é absolutamente claro. Não seria possível fazerem o que foi feito sem que essas duas personalidades estivessem tomado as decisões”, apontou Imbassahy.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo