Cidades

Proposta de fiscalização de cadastro do Programa Bolsa Família é arquivada na Câmara

BOLSA FAMILIAA Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados rejeitou uma proposta de autoria de Vanderlei Macris (PSDB-SP) e Carlos Sampaio (PSDB-SP) que previa a fiscalização do Programa Bolsa Família em relação à duplicidade de cadastros e à antecipação de pagamentos dos benefícios.

Com a rejeição, a proposta foi arquivada. Os parlamentares autores da proposta apontaram que o objeto de sua preocupação foram os episódios de saques desorganizados de benefícios financeiros do Bolsa Família e boatos acerca do fim do programa, fatos ocorridos entre 17 e 19 de maio de 2013.

O relator na comissão, deputado Toninho Wandscheer (PT-PR), defendeu o arquivamento da proposição. Segundo ele, as investigações da Polícia Federal e do Poder Judiciário não identificaram a origem da boataria nem que existiu uma ação intencional voltada a produzir pânico ou tumulto. “Diante dessas conclusões da autoridade policial, e da manifestação do Ministério Público pelo arquivamento do processo, proponho a rejeição da proposta”, informou o parlamentar.

De acordo com a Agência Câmara, Wandscheer explicou que a situação usual da operação do Bolsa Família é a observância do calendário de pagamentos e que, em março de 2013, foi implantado o novo Cadastro de Informações Sociais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo