Política

Pela primeira vez na história, mulheres concorrem às eleições na Arábia Saudita

Nassima al-SadahA Arábia Saudita é um dos países com mais restrições às mulheres no mundo, mas em dezembro vai tomar um passo no sentido de se livrar dessa marca. As eleições municipais do dia 12 de dezembro serão as primeiras no país árabe com a participação de candidatas e eleitoras.

Segundo a AFP, 700 mulheres estão entre os 7 mil candidatos a 284 vagas nos conselhos municipais. A Arábia Saudita é o único país do mundo em que elas são proibidas de dirigir. As mulheres também só podem sair em público vestidas dos pés à cabeça e se quiserem trabalhar ou viajar, precisam da autorização do marido ou de um homem da família.

Ainda de acordo com a AFP, o rei Abdallah apresentou pequenas mudanças nessa política nos últimos anos, dando o direito ao voto e à elegibilidade em 2011. Dois anos depois ele nomeou mulheres para um conselho consultivo do país.

No entanto, as restrições ao sexo feminino tornam a campanha muito mais difícil para as mulheres. Sem poder falar diretamente com eleitores do sexo oposto porta-vozes deverão se dirigir aos homens em comícios e reuniões, por exemplo.

Leia mais

Contas de 2014 da Câmara de Jiquiriçá são aprovadas na integra pelo TCM

Imunidade parlamentar não é impunidade, dizem ministros do STF

Valdir do Gás diz que prefeito de Laje deve R$ 10 milhões na cidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo