GeralSlide

Operação Alquimia: Justiça desbloqueia bens de empresário baiano

ILHAA Justiça desbloqueou os bens do empresário Paulo Cavalcanti, acusado de ser o mandante de um suposto esquema de sonegação fiscal e lavagem de dinheiro, envolvendo 300 empresas de vários estados, e de desviar cerca de R$ 1 bilhão do fisco em 11 anos. Conhecida como “Operação Alquimia”, a ação foi transferida de Juiz de Fora (MG) para a Segunda Vara Federal de Salvador após dois anos de iniciada pela Receita Federal, Polícia Federal e Ministério Público Federal. A “Ilha da Fantasia” localizada na Baía de Todos-os-Santos é de Cavalcanti e virou símbolo da operação. No total, 24 pessoas foram presas, 17 delas na Bahia. Os recursos da Sasil e de outras empresas de Cavalcanti já haviam sido bloqueados pela Justiça em setembro de 2011. Porém, no dia 8 de março os bens pessoas do empresário foram liberados. A defesa de Paulo Cavalcanti informa que pretende processar os órgãos que teriam cometido ‘excessos’ na operação. “No momento oportuno. Sem revanchismos, mas é necessário que as instituições e pessoas sejam responsabilizadas pelos seus excessos”, disse o advogado, Gamil Föppel. E ainda garante que nunca existiu processo porque não houve denúncia. Informações de A Tarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo