MutuípeSlide

Mutuípe: mergulhadores devem fazer buscas por desaparecidos no Rio Jiquiriçá, na manhã de domingo (28)

Buscas estão suspensas até o amanhecer.

As buscas pelos jovens Carlos e Vinícius, que desapareceram no Rio Jiquiriçá, após se afogarem na região do Canal Torto, zona rural de Mutuípe devem ser retomadas na manhã deste domingo (28), com a chegada de mergulhadores de Feira de Santana.

Segundo informações de populares, integrantes do 16º Grupamento de Bombeiros Militar de Santo Antônio de Jesus, estiveram no local, mas não puderam dar seguimento às buscas devido falta de mergulhador, esse tipo operação geralmente ocorre a luz do dia.

Populares informaram a redação do Mídia Bahia, que os jovens estavam no rio, quando um deles começou a se afogar, a segunda vítima entrou na água para tentar salvar o primo, mas acabou se afogando também.

Equipes da Polícia Militar, da 4ª Cia/14º Batalhão, fizeram inspeção na área por volta de 15h, mas diante da dificuldade de localizar as vítimas acionou o GBM.

Em novembro de 2019, uma adolescente morreu por afogamento na mesma localidade, Thainá dos Santos Bispo, 16 anos, mergulhou e não conseguiu retornar a superfície.

Resgate seguro.

“Ao ver uma pessoa se afogando, quando não tem guarda-vidas para recorrer, as pessoas ficam em desespero. Então, elas entram na água sem treinamento e acabam se tornando uma segunda vítima. Quando vai abordar a vítima, sem treinamento, ela chega de frente. As vítimas se seguram e a outra pessoa perde a mobilidade dos braços, para fazer algum tipo de remada e se deslocar, restando apenas as pernas. Elas entram em exaustão e as duas acabam submergindo”, explica  o capitão do Corpo de Bombeiros, Antônio Soares.

A orientação durante um salvamento é manter a calma e imaginar a possibilidade de jogar um objeto flutuante para a vítima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo