Cotidiano

MPF-RJ pede prisão preventiva de juiz do caso Eike; pedido pode ter sido negado pelo TRF

FLAVIO ROBERTO DE SOUZAO Ministério Público Federal do Rio de Janeiro (MPF-RJ) pediu a prisão preventiva do juiz federal Flávio Roberto de Souza, afastado do caso Eike Batista após ser flagrado utilizando bens apreendidos pela Polícia Federal na casa do empresário. Flávio de Souza também é suspeito de desviar bens apreendidos em outros casos julgados por ele. Segundo pessoas ligadas ao processo que investiga a conduta do juiz, o pedido de prisão foi feito na última quarta-feira (11), pois Souza se recusou a informar seu novo endereço residencial à Polícia Federal. O magistrado teve, nesta semana, o passaporte confiscado. De acordo com o portal de notícias G1, o pedido do MPF-RJ foi negado pelo Tribunal Regional Federal (TRF). A corte não confirmou a informação.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar