Cotidiano

Mandetta falou em usar ‘trezoitão’ contra filhos de Bolsonaro em desabafo, diz ex-assessor

Após o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta divulgar um livro sobre a atuação do governo no combate à pandemia, foi a vez de um ex-assessor dele, Ugo Braga, publicar seus relatos sobre o período. Ele foi diretor de Comunicação do Ministério da Saúde enquanto Mandetta chefiava a pasta.

No livro, batizado de “Guerra à Saúde”, Braga conta que, durante um desabafo, o então ministro revelou que gostaria de atirar nos filhos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“O presidente é bom, é bem-intencionado. O problema é aqueles filhos dele, que ficam o dia inteiro xingando nas redes sociais. Sorte que eu não mexo com essas coisas…”, teria dito Mandetta no dia 15 de abril, véspera de sua exoneração do cargo. “Minha vontade é pegar um ‘trezoitão’ e cravar neles. Pelo menos passava a minha raiva”.

Os trechos foram revelados pela coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo. Atualmente, o livro está em fase de pré-venda, com lançamento previsto para 10 de novembro.

Em outro momento, Braga conta que a primeira-dama Michelle Bolsonaro apoiava o ministro, tendo até telefonado para ele quando houve a demissão. “Eu estou ligando para dizer que meu coração está triste pela sua saída, viu?”, relata o ex-assessor. Mandetta disse que não se lembra dos fatos narrados e ressaltou que, em meio à pandemia, à época com a curva de casos e mortes em ascendência, os filhos do presidente não faziam parte de suas principais preocupações.

O ex-ministro deixou o governo por divergências com o presidente quanto às medidas de isolamento, que Bolsonaro discordava, e principalmente a recomendação de uso da cloroquinha, substância não indicada pelas autoridades de saúde nem no tratamento nem na prevenção à Covid-19.

Bahianoticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar