Entretenimento

Justiça: Jesuíta Barbosa diz que não perdoaria assassino de uma filha

JESUITA BARBOSAAlguns atores defendem com unhas e dentes os seus personagens, mesmo o vilão. Não é o caso de Jesuíta Barbosa, o Vicente de “Justiça”, que matou a noiva Isabela (Marina Ruy Barbosa) e pediu desculpas à sogra Elisa, vivida por Debora Bloch.

“Numa situação dessas, eu não perdoaria”, disparou o ator.

Na vida real Jesuíta, de 25 anos, não tem filhos, e será pai pela primeira vez na ficção. Esta experiência nova fez com que o ator construísse uma forma própria para interpretar de forma intensa.

“Ter um filho é uma energia diferente de qualquer coisa. Procurei construir uma relação com a menina que faz a filha do Vicente. Imaginar perder é muito doloroso. Vicente sente isso e, imediatamente, se coloca no lugar da Elisa”.

Para o ex-detento a dor da culpa foi tamanha que ele decidiu colocar o nome da filha de Isabela.

“Vicente tenta minimizar o remorso pedindo perdão à ex-sogra e colocando na filha o nome da noiva assassinada. Uma espécie de homenagem. Mas nada aplaca o arrependimento. Ele vai pedir perdão pelo resto da vida”, conta Jesuíta, segundo o Extra.

O ator revela que não buscar tragédias para ajudá-lo com o personagem, mas que elas vieram até ele.”Preferi me proteger disso e ficar com o que já tinha ouvido ou com as coisas que iam aparecendo. Conheci história de gente que foi assassinada e que a mãe perdoou. Como também de mães que esfaqueiam o assassino do filho”.

A história, no entanto, se encaminha para uma reviravolta. Ao tentar ser perdoado por Elisa, os dois ficarão tão próximos que se envolverão amorosamente.

Com diversas cenas pesadas, Jesuíta elege a cena da morte de Isabela como a mais difícil.

“Foi pelo desgaste. Levou um dia inteiro para gravar, o set inteiro ficou esgotado. Foi difícil de ver e de participar”, lembra o ator, satisfeito com o resultado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo