Política

Jerônimo Rodrigues é a aposta de Rui para sucedê-lo em 2022

As discussões para 2022 já estão presentes nas rodas de conversa sobre política, tanto entre o povo, quanto entre os políticos, tanto que uma aposta feita por Jaques Wagner (PT) em 2010, que deu certo em 2014 e em 2018, ao que tudo indica, está sendo traçada novamente.

Nesta semana ventilou-se em solo baiano que o candidato a sucessão estadual poderia ser Wagner, como solução para manter o time unido, diante da possibilidade de uma eventual candidatura de Rui, ao senado ou até ao Palácio do Planalto, o que lhe obrigaria a entregar o cargo de executivo ao seu vice, João Leão do PP e consequentemente uma candidatura natural dele ao Palácio de Ondina.

O PSD de Otto sonha em teu o líder do partido como candidato ao governo, muitos acreditam até que o ex-carlista seja o preferido de Rui e Wagner para sucessão, isso se a possibilidade de ceder a cabeça de chapa para a base aliada fosse real.

Mas o PT não é de abrir mão de candidatura e ceder espaço para aliado, e nisso Rui tem trabalhado sem que muitos percebam, o atual governador já tem o eleito em meio ao seu grupo, e atende pelo nome de Jerônimo Rodrigues. O atual secretário estadual de educação é a aposta de Correria para enfrentar ACM Neto em 2022.

Jerônimo Rodrigues (PT), um dos braços direitos do governador e coordenou a campanha eleitoral do PT, na Bahia em 2018. Antes de chegar ao posto de mandatário educacional, ele comandava a secretária de Desenvolvimento Rural. Rodrigues tem pela frente o desafio de reverter os índices de educação do estado.

Desde que assumiu a pasta ele tem sempre acompanhado o governador, não busca protagonismo no palanque, mas sim em meio ao povo, ouvindo demandas e mostrando-se um pessoa comum, o que ao longo de quatro anos vai lhe render uma boa quantidade de votos.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar