Cotidiano

Inflação entre janeiro e outubro é a maior desde 1996, aponta IBGE

POSTO DE GASOLONA - PRECOA inflação oficial brasileira, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ficou em 0,82% no mês de outubro. Segundo dados divulgados pelo IBGE, de janeiro a outubro deste ano o índice fica em 8,52%, o maior para o período desde 1996.

Considerando os 12 últimos meses, o indicador é de 9,93%, o mais alto para o período desde 2003. A marca se deve principalmente ao aumento do preço dos combustíveis e dos alimentos.

Leia mais

Juiz da Lava Jato diz que propina na Petrobrás era a ‘regra do jogo’

Motociclista colide em ônibus no centro da capital do recôncavo

Mochila em formato de testículo é a sensação do momento, você usaria?

A gasolina, que teve seu reajuste de preços aprovado pela Petrobras, subiu 5,05% em outubro, enquanto o etanol ficou 12,29% mais caro, por exemplo. Juntos, esses dois aumentos tiveram impacto de 0,3% dos 0,82% do IPCA de outubro.

Considerando alimentos e bebidas, a inflação passou de 0,24% em setembro para 0,77% em outubro. “O IPCA de outubro foi dominado pelos transportes, que é o segundo grupo de maior peso, logo depois dos alimentos. Eles [juntos] exerceram pressão muito forte [no mês], apesar da maioria dos grupos subir de um mês para o outro”, analisa ulina Nunes dos Santos, coordenadora de Índice de Preços do IBGE, em entrevista ao G1.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar