Cotidiano

Governo recorre de decisão que suspende nomeação de presidente da Fundação Palmares

O governo Bolsonaro, através da Advocacia Geral da União (AGU), recorreu da decisão da Justiça Federal que suspende a nomeação de Sérgio Camargo para a presidência da Fundação Palmares.

O recurso, apresentado na sexta-feira (6) ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5), se dá em um contexto em que o indicado ao cargo foi acusado de fazer declarações racistas nas redes sociais.

O próprio Sérgio Camargo se define em seu Facebook como “Negro de direita, contrário ao vitimismo e ao politicamente correto”. Uma de suas afirmações seria a de que o Brasil tem “racismo nutella”, ressaltando que “racismo real existe nos EUA”. Para ele, a escravidão foi terrível, “mas benéfica para os descendentes”.

BN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo