Cotidiano

Gilmar Mendes volta a criticar possibilidade de restrição ao foro privilegiado: “Não vai resolver”

Ministro cobrou posicionamento do congresso.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes disse nesta terça-feira (28) que é “importante” que o Congresso decida sobre uma possível restrição ao foro privilegiado.

 

O ministro voltou a tecer críticas sobre validade da medida para reduzir a impunidade no Brasil.

 

“Esse discurso de que nosso problema se resolve com a supressão do foro, na verdade, é um discurso de caráter simbólico. Não vai resolver o problema e pode agravar. Por isso acho importante que haja uma regulação e uma mudança consciente. É muito fácil falar e animá-los: ʹAh, o problema do Brasil é o foroʹ. Até pouco tempo o problema do Brasil era o financiamento das empresas privadas nas eleições. Não era isso?”, disse Gilmar.

Na semana passada, a maioria dos ministros do STF votou a favor da restrição ao foro. No entanto, o julgamento foi interrompido após o ministro Dias Toffoli pedir vista. (Metro1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar