Política

Geddel mostra empenho para os momentos iniciais da gestão de Neto

O vice-presidente da Caixa e um dos líderes do PMDB, Geddel Vieira Lima, analisou em entrevista para a Tudo FM os problemas que o prefeito eleito de Salvador, ACM Neto (DEM), pode encontrar pela frente ao assumir a gestão.

O primeiro deles seria a redução do índice de inadimplência a qual passa a capital baiana. “A situação da prefeitura é absolutamente catastrófica, mas não irreversível. Reduzir o índice de inadimplência talvez seja o primeiro grande desafio de Neto”, avaliou o peemedebista que decidiu apoiar ACM Neto no segundo turno das eleições 2012.

Nesta aliança, empenho é o que não falta por parte do cacique, que recentemente viajou com Neto para se inteirar dos “assuntos de interesse da cidade”. Já ontem, Geddel conta o que vem fazendo para ajudar o prefeito eleito. “Terminada a eleição, eu coloquei o vice-presidente Michel Temer em contato com ACM Neto para que ele fosse o condutor de um entendimento inicial ou até um preparador para um contato com a presidente Dilma Rousseff”, disse o peemedebista que ressaltou a predisposição do governador Jaques Wagner em também ajudar. “Eu considero absolutamente maduras (as declarações) dentro do jogo democrático, de que ele inclusive como membro do mesmo partido da presidente está disposto a ajudar nessa interlocução. Eu articulei também junto ao Ministério do Turismo; junto ao Ministério da Integração Nacional, para deixar algumas coisas empenhadas para que essa gestão pudesse começar trabalhando, trazendo benefícios para Salvador”, garantiu.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo