Cotidiano

Filha de PM morto e namorado são suspeitos de pagar R$ 600 para execução

Minutos após a chegada da Polícia Militar para atender a ocorrência de homicídio do sargento da reserva, Pedro Xisto de Oliveira, de 56 anos, o genro dele confessou o crime, arrependido, no último sábado (08), no município de Tucano, a 270 quilômetros de Salvador. 

De acordo com a PM, o suspeito disse que a filha da vítima e também namorada dele, havia contratado um rapaz de Feira de Santana para executar o pai e o valor do serviço seria de R$ 600,00, feito via PIX.

O ex-sargento foi morto com a própria arma e o atirador fugiu com o objeto após o crime. Todo o esquema para o assassinato teria sido pensado pela filha da vítima e o namorado. 

Ainda segundo a Polícia, três aparelhos celulares e um veículo foram apreendidos, o genro da vítima foi preso e a filha, por se tratar de menor de idade, foi apreendida e conduzida para as medidas legais. 

A motivação do crime não foi esclarecida até o momento.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo