Mutuípe

Fieis católicos festajam São Roque em Mutuípe

Milhares de pessoas percorreram as ruas festejando o padroeiro da cidade.

A quarta-feira, 16 de Agosto, foi feriado em Mutuípe em comemoração ao padroeiro São Roque. Tradicionalmente a procissão percorreu as ruas do centro durante a tarde e atraiu milhares de pessoas que foram festejar e agradecer ao santo por graças recebidas.

Em entrevista o padre José Roberto, destacou o seguimento a Cristo: “São Roque está sendo homenageado por seguir Jesus Cristo, sendo discípulo, não no tempo de Jesus, ali quando formou a primeira comunidade, mas posteriormente ele foi discípulo de Jesus vivendo o evangelho, e olhando para São Roque, Santo Antônio, São Francisco, nós nos entusiasmamos, nos motivamos a seguirmos Jesus Cristo, o santo é somente o sinal que aponta não para si, mas para o próprio Jesus Cristo e os católicos precisam ter e estão tendo isso, tem sido cada vez mais claro na vida dos católicos, ter essa consciência de que nós não estamos na igreja por causa de São Roque, embora ele seja importante, seja o padroeiro da nossa comunidade, mas ele aponta para o cento, pra aquele que é o mais importante, inclusive o único salvador que o nosso senhor Jesus Cristo”.

Pe. José Roberto falou ainda sobre os o tema da festa: “O tema geral é sobre a família, ‘Igreja e comunidade família de famílias’, esse tema norteia todo o novenário da festa, mas para cada dia teve um subtemas, falando de oração, educação, do cuidado para com a vida, do valor da palavra de Deus na família e assim sucessivamente e isso foi de fato  uma verdadeira catequese, que por certo ajudou muita gente a despertar para a fé, para viver melhor o seguimento a nosso senhor Jesus Cristo”.

O pároco agradeceu as pessoas que participaram que ajudaram e contribuíram, agradeceu a rádio, ao poder publico, por disponibilizar transporte público, as pessoa que doaram alimentos para que a festa pudesse acontecer e mandou uma mensagem aos católicos que estão um tanto quanto acomodados: “… ser católico não é ir a igreja por ocasião do batismo, numa missa de sétimo dia, por ocasião de uma festividade, ser católico é viver a fé na comunidade permanentemente testemunhando Jesus Cristo, é isso que a gente pede para que as pessoas possam de fato para despertar para ser essa igreja viva e não uma igreja morta”. Finalizou o pároco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo