MutuípeSlide

Empresário Maurício Rauedys e presidente da UPB se reúnem com superintendente do DNIT para solicitar redutores de velocidade no Novo Ferro Velho, em Mutuípe

O empresário mutuipense Maurício Rauedys, esteve nesta segunda-feira (26), em Salvador, juntamente com Zé Cocá atual presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB) e prefeito de Jequié, reunidos com Amauri Silva Lima – superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), para cobrar soluções aos problemas da BR-420 no trecho entre Mutuípe e Laje.

Maurício e Zé Cocá cobram intervenção do DNIT na região do Novo Ferro Velho em Mutuípe, foto reprodução.

Maurício abordou os constantes acidentes na localidade do Novo Ferro Velho e solicitou a implantação de lombadas eletrônicas ou redutores de velocidade.

“Esse encontro foi muito importante, a solicitação chegou ao órgão competente e eles ficaram sensibilizados de resolver, haja vista que o índice de acidentes é grande naquela região, onde a população cresceu muito nos últimos anos, e são acidentes que na maioria das vezes são fatais, então é preciso tomar providências, com a colocação de redutores de velocidade, ou radar eletrônico, sugestão que foi bem aceita por eles, então acredito que em breve será resolvido.” Disse Maurício ao Mídia Bahia.

Em suas redes sociais Cocá também comentou sobre o encontro:

“Acompanhado pelo assessor Jorge Castelucci, e pelo amigo Maurício Rauedys, empresário do município de Mutuípe, no Vale do Jiquiriçá, fui recebido nessa segunda-feira (26) em audiência pelo superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Amauri Silva Lima, oportunidade em que solicitei a implantação de radar eletrônico no KM-252 da rodovia federal BR-420, sentido Laje/Mutuípe, localidade conhecida como Ferro Velho. Nosso objetivo é evitar acidentes e mortes no local, onde existe uma curva acentuada, palco de acidentes com vítimas fatais. O superintendente mostrou-se sensibilizado e comprometeu-se a encaminhar a solicitação à área técnica.”


Moradores da localidade cobram há vários meses intervenção do DNIT, para que novos acidentes fatais, provocados por excesso de velocidade, não ocorram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo