Esportes

‘É uma situação difícil, complicado até para dormir’, afirma atacante Souza

Após acumular gordura durante todo o segundo turno do Campeonato Brasileiro, o Bahia voltou a ficar em situação delicada na tabela de classificação. Na última rodada, o Tricolor viu cair para apenas três pontos a diferença para o Sport, primeiro time da zona de rebaixamento da Série A.

Na 16ª colocação, o time treinado pelo técnico Jorginho pode entrar no Z-4 do Brasileirão já no próximo fim de semana. A posição de alto risco na qual o Bahia se encontra deixou os jogadores com os nervos à flor da pele. Alguns sequer conseguem dormir direito. É o caso do atacante Souza, artilheiro do Tricolor na Série A com oito gols marcados.

– É uma situação difícil, complicado até para dormir. Mas só nós jogadores é que podemos reverter isso. Temos que ter tranquilidade e dar tudo que podemos dentro de campo para conseguir afastar essa ameaça de rebaixamento – disse o jogador.

De acordo com o matemático Oswald de Souza, o Bahia tem 11,5% de risco de ser rebaixado. O Sport, principal rival do time baiano na luta contra o descenso, tem 75% de acabar a temporada na Série B. A favor do Tricolor pesa uma sequência de dois jogos seguidos em Pituaçu. Nas próximas semanas, a equipe comandada por Jorginho enfrentará Ponte Preta e Náutico em Salvador, o que deixa o atacante Souza otimista.

– Temos dois jogos em casa para vencer e acabar com as chances de cair para a Segunda Divisão. Temos que acertar tudo para vencer essas partidas e escapar dessa ameaça o quanto antes – pontuou o artilheiro tricolor.

No segundo turno do Brasileirão, o Bahia disputou sete jogos em Pituaçu. Foram três triunfos (São Paulo, Figueirense e Botafogo), dois empates (Atlético-MG e Grêmio) e duas derrotas (Fluminense e Palmeiras). O aproveitamento tricolor em Salvador é de 52%. G1 BA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo