Cidades

Dilma diz ter 'clareza' de que ministro Joaquim Levy foi 'mal interpretado'

DILMA E LEVYA presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira (30), após evento em Capanema (PA), “ter clareza” de que o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, foi “mal interpretado” ao dizer que ela nem sempre faz as coisas da “maneira mais fácil” e “efetiva”. A declaração de Levy foi dada em uma palestra em inglês, na última terça-feira, em São Paulo, a ex-alunos da escola de negócios da Universidade de Chicago (EUA), onde estudou. O jornal “Folha de S.Paulo”, que divulgou na internet a gravação com a fala do ministro, informou que no encontro, restrito, Levy disse que a presidente Dilma Rousseff nem sempre faz as coisas da maneira mais fácil e efetiva, embora tenha um desejo genuíno de acertar. De acordo com o jornal, a fala do ministro foi uma crítica à “pessoa” da presidente. “Em política, às vezes não posso seguir sempre o caminho mais curto, porque tem uma questão de construir o consenso. É nesse sentido que ele falou. Não tem por que criarmos maiores complicações. Ele ficou bastante triste e me explicou. Eu tenho clareza de que ele foi mal interpretado”, disse. Ajuste e reformas – A presidente afirmou que, após o ajuste fiscal – que implica cortes orçamentários para reequilibrar as contas públicas – vai realizar “várias reformas”. Ela não antecipou quais serão. “Tem várias reformas que temos de fazer depois dos ajustes. Eu não anunciou o que vou fazer”, declarou. (G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo