Cidades

Deputados podem abrir CPI para investigar fechamento da Friboi em Amargosa

20150620110037Após fechar as portas na unidade de Amargosa, Reconcâvo Baiano, a Friboi pode ser investigada na Assembleia Legislativa da Bahia. Durante a entrega de 201 unidades do Minha Casa Minha Vida em Amargosa, na quinta-feira (18), o governador Rui Costa garantiu que não foi informado pela diretoria da empresa sobre o fechamento da unidade. “Eles não me procuraram, mas eu vou procurá-los”, garantiu o chefe do executivo baiano.
“Vou tentar um acordo com eles [Friboi]. Se não conseguirmos, irei pedir para que coloquem o frigorífico à venda para que outro empresário possa comprar. Se eles não colocarem à venda, vou avaliar com a Procuradoria [Geral do Estado] a decisão de desapropriar o frigorífico”, garantiu Rui Costa.
Em visita ao município, o deputado estadual Eduardo Salles disse que vai solicitar aos parlamentares para abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Casa, para investigar as operações do Grupo JBS Friboi no estado.
Eduardo Salles garantiu levar à frente a tentativa de instalar a CPI caso o governador Rui Costa não consiga reverter o fechamento da unidade da JBS Friboi em Amargosa, anunciada pela empresa no início da semana. Com o término das operações no município, 230 funcionários ficarão sem emprego.
Para Salles, a diretoria da empresa precisa explicar essa saída repentina de Amargosa após comprar o frigorífico em 2014. “Será que farão isso em todo o Brasil, comprar para eliminar a concorrência?”, indagou o deputado.
O frigorífico instalado em Amargosa era controlado até o ano passado pela FRIGAMAR (Frigorífico de Amargosa), empresa que ficou sete anos no mercado. Mas em 2014 foi vendido ao Grupo JBS Friboi. Amargosa News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo