CotidianoGeral

Deputado acusado de mandar matar dois é empossado na Câmara

O delegado alagoano e deputado Francisco Tenório (PMN) retornou nesta quinta-feira (3) à Câmara Federal após ter passado um ano na prisão e outros sete meses com um tornozeleira eletrônica de monitoramento, por causa de dois processos. O político, que assumiu a vaga de Célia Rocha (PTB), eleita para a Prefeitura de Arapiraca (AL), é acusado de encomendar assassinatos. Chico Tenório, como é conhecido, exerceu mandato de deputado na legislatura passada. Assim que deixou a Casa, em fevereiro de 2011, teve prisão preventiva decretada pela Justiça estadual. Segundo a acusação do Ministério Público, ele teria, na “posição de líder de uma organização criminosa atuante em Alagoas”, ordenado a ação que resultou na execução de duas pessoas em 2005. Ele também é processado como autor intelectual do assassinato de um ex-policial militar nos anos 90. Com a posse, as ações contra Tenório serão remetidas para o Supremo, Corte por onde os casos já haviam tramitado, na legislatura passada. A defesa espera um “julgamento isento” no STF. “A expectativa é positiva”, disse o advogado Flávio Gomes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo