Slide

Conheça 10 alimentos que não têm prazo de validade

ALIMENTOS - NAO PERECIVEISA qualidade dos alimentos depende muito do momento em que foram preparados e do local no qual foram armazenados, e alguns devem ser consumidos assim que foram feitos; já outros podem ir para o prato muito tempo depois de sua confecção.

Embora alguns produtos peçam um consumo mais célere e sempre dentro da validade, outros podem ser consumidos depois da validade e existem ainda casos em que nem sequer precisam de um prazo estipulado.

Além dos alimentos saudáveis que têm uma ‘enorme’ data de validade, existem outros que permitem manter a despensa cheia sem que haja a preocupação de que vão estragar. É o caso do mel, que pode apenas ficar cristalizado no fundo com o passar do tempo, revela o Huffington Post.

Também o arroz e o amido de milho têm uma validade longa, desde que sejam guardados num local fresco e seco e, de preferência, bem fechado. O vinagre de vinho branco é outro exemplo de alimentos que não precisam de prazo de validade, tal como o extrato de baunilha, o açúcar e o sal, embora estes últimos dois alimentos possam endurecer com o passar do tempo e com a presença de umidade.

Diz ainda a publicação que o feijão seco, o café instantâneo e o xarope de ácer podem também ficar guardados por um longo período de tempo.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo