Cidades

Com 188 páginas em branco, livro com motivos para confiar em Bolsonaro viraliza

Um livro viralizou nas redes sociais, mas não por seu conteúdo. Foi na verdade a falta dele que chamou a atenção das pessoas e repercutiu na internet. Intitulado “Por que Bolsonaro merece respeito, confiança e dignidade?”, o livro-sátira conta com 190 páginas impressas, mas apenas duas escritas.

“Este livro responde à pergunta que não quer calar o Brasil. Em meio ao turbulento momento em que vive nosso país, somente este livro pode te dar a resposta mais sincera sobre o presidente Jair Bolsonaro”, diz a descrição no site da Amazon. O livro está disponível na loja online desde o dia 19 de março de 2019, mas apenas nessa quarta-feira (14) começou a viralizar nas redes sociais.

Em geral, as avaliações são altas: 97% dos 278 usuários do serviço deram cinco estrelas, nota máxima, ao produto. Alguns comentários, inclusive, enaltecem a ideia. “O livro apresenta, de forma imparcial, factual e isonômica, motivações que tornam a figura do atual presidente digna de respeito, admiração e apoio. O povo brasileiro merece ter acesso amplo e irrestrito a esta análise”, disse um leitor. 

“Sem dúvida está é uma obra obrigatória para entendermos o momento atual da política brasileira. É um livro profundo e amplo. O autor adentra com primor ímpar nos elementos da personalidade, habilidade e inteligência do líder máximo da nação. Por meio de seus escritos, o autor brilhantemente consegue traduzir o nível cognitivo e a habilidade política de nosso presidente. Deve ser candidato ao prêmio Jabuti. Livro do Ano!”, escreveu outro.

Mas uma minoria não ficou satisfeita com a oferta. Alguns leitores classificaram a sátira como “péssima”, “ridícula” e “brincadeira sem graça”. “Como um camarada se submete a um papel desses? No livro tem uma página escrita e as outras todas em branco. Faz as pessoas sérias gastarem tempo e dinheiro. Lamentável!”, criticou um usuário. “Livro de 190 páginas com apenas 2 páginas de texto e o resto em branco. Ironia política do autor, usando e enganando o leitor. Foi adquirido para pesquisa de doutorado onde, ao contrário desse autor, se busca ver os dois lados, mesmo não sendo apoiador de Bolsonaro”, escreveu outro.

AUTOR NEGA VENDAS

Embora alguns comentários indiquem que houve compradores para o livro, o autor da obra nega. Procurado pelo jornal O Globo, o gaúcho Willyam Thums, de 30 anos, contou que está terminando o doutorado em literatura comparada na Universidade de Georgetown, nos Estados Unidos, e se surpreendeu ao ver a repercussão do livro, cinco meses após o lançamento.

“Publiquei em março, de forma independente, e disponibilizei em duas plataformas de venda online. Ninguém nunca comprou este livro! Não é verdade o que estão dizendo. Ele já não está disponível para venda desde março. Eu teria acesso aos dados de onde foi comprado, mas conferi os recibos da Amazon e não há nenhuma venda. Os comentários lá podem ser problemáticos porque não é necessário efetuar a compra para avaliar”, defende Thums.

No entanto, a jornal afirma que quando acessou o anúncio, na tarde de ontem, ele ainda aparecia como disponível, à venda por R$ 39,64, e com entrega prevista para a próxima semana. Após a viralização, a descrição foi editada para incluir o alerta de que 188 páginas eram em branco e o produto se tornou indisponível.

Também procurada, a Amazon preferiu não comentar o caso, mas ressaltou que a política do site permite que o usuário devolva o produto e solicite reembolso em até 30 dias após a compra, desde que o produto não tenha sido danificado.

O CONTEÚDO

Diferente do que foi especulado quando o livro começou a circular nas redes, o objetivo de Thums não era fazer um protesto contra o presidente do Brasil. De acordo com ele, a publicação visa “provocar uma reflexão”, fazendo com que o leitor encontre as respostas por conta própria.

A ideia surgiu após saber que já existe um livro do tipo sobre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Assim, nas únicas duas páginas de texto, Thums deixa um nota, esclarecendo a proposta do livro, descrito como “resultado de incansáveis horas de trabalho”. Sem resposta para a pergunta que propõe no título, ele “oferece um viés exclusivamente imparcial sobre os inegáveis méritos do presidente Jair Bolsonaro como figura mais importante, respeitável e digna do Brasil contemporâneo”.

BN

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar