Cotidiano

Chamada de ‘macaca’, Ludmilla chora e diz que ‘não aguenta mais’

Alexandre Baptestini, empresário de Ludmilla, disse que a cantora pretende ir à polícia prestar queixa contra o apresentador da Record TV de Brasília, Marcos Paulo Ribeiro de Moraes, conhecido como “Marcão”, por ter chamado a artista de “macaca” durante o programa “Balanço Geral DF” exibido no último dia 9.

De acordo com a Veja, Baptestini contou que a família de Ludmilla está muito abalada com o ocorrido. “A mãe dela me ligou desesperada, chorando, falando que não aguenta mais a maldade das pessoas. A Ludmilla também chorou muito, disse que não aguenta mais isso”, disse o empresário.

A cantora usou sua conta no Facebook para comentar o caso.

Infelizmente, ainda existem pessoas que não compreendem que a discriminação racial é crime e alguns, ainda usam o espaço na mídia para noticiar mentiras ao meu respeito, ofender, menosprezar e propagar todo o seu ódio. Não deixaremos impune tais atos, trata se de um desrespeito absurdo, vergonhoso. Fica evidente que esse cidadão @marcaoapresentadortv não possui nenhum pudor ou constrangimento em ofender alguém em rede nacional. Como já foi dito por Paulo Autran, “todo preconceito é feito da ignorância”, visto que os racistas não possuem um conhecimento de moralidade, tratando sua própria cor de pele como superior e única. Isso tem que ser combatido e farei a minha parte, quantas vezes for necessário.

A agressão do apresentador contra Ludmilla ocorreu durante o quadro “A Hora da Venenosa”, da colunista Sabrina Albert. O apresentador parecia inconformado com as supostas desculpas da cantora para não tirar fotos com fãs e atacou a artista com frases de conotação racista.

“É uma coisa que não dá para entender. Era pobre, macaca, pobre, mas pobre mesmo”, disse Marcão, ao vivo.

A assessoria de imprensa da Record ainda não comentou o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo