Cotidiano

Bolsonaro: “Só Deus me tira da cadeira presidencial”

O presidente Jair Bolsonaro disse em live semanal, nesta quinta-feira (15), que não deixará o comando do país. “Só Deus me tira da cadeira presidencial. E me tira, obviamente, tirando a minha vida”, disparou, após comentar uma decisão da ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, que determinou o prazo de cinco dias para que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP), explique os motivos pelos quais não deu seguimento aos pedidos de impeachment contra o presidente.

“Realmente eu acho que uma coisa de errado vem acontecendo há muito tempo no Brasil. Vamos ver qual o encaminhamento que vai dar o Arthur Lira. A gente vai se encontrar em outro lugar brevemente para discutir esse assunto aí. Mas só digo uma coisa. Só Deus me tira da cadeira presidencial. E me tira, obviamente, tirando a minha vida. Fora isso, o que estamos vendo no Brasil não vai se concretizar. Não vai mesmo. Não vai mesmo”, disse o presidente.

Ainda na transmissão, ao comentar a anulação dos processos do ex-presidente Lula pelo Plenário do STF, Bolsonaro disse que “não é candidato”. “Eu não estou dizendo que sou candidato, nem que sou o melhor do mundo. Mas vamos ter umas eleições pela frente. Estão previstas eleições em 2022. O Lula vai ser candidato, vai estar lá. Me tira de combate? Quem iria com o Lula para o segundo turno? É só fazer um raciocínio que vocês vão entender qual o futuro de cada um de vocês”, declarou.

“Eu já tenho 66 anos de idade, até lá estou com 68, eu já estou no lucro. Estou mais para lá do que para cá, mas vejam qual futuro reserva pra vocês no Brasil, com o que está acontecendo e com esta decisão e hoje do STF anulando as condenações do Lula e tornando ele elegível”, completou.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo