Política

Bolsonaro minimiza atos contra o governo: “teve pouca gente” e “faltou erva”

O presidente Jair Bolsonaro menosprezou a quantidade de manifestações no último fim de semana, em todos os estados do país e no Distrito Federal, contra o seu governo. De acordo com ele, os movimentos não tiveram a participação de muitas pessoas. Segundo o presidente, isso aconteceu porque “faltou erva”.

“Você sabe porque teve pouca gente nessa manifestação da esquerda agora no fim de semana? Porque a PF (Polícia Federal) e a PRF (Polícia Rodoviária Federal) estão apreendendo muita maconha pelo Brasil. Faltou erva para o movimento. E faltou dinheiro”, disse Bolsonaro, aos risos, a apoiadores, nesta segunda-feira (31/5).

Os atos que aconteceram no sábado e no domingo defendiam o impeachment de Bolsonaro, auxílio emergencial de R$ 600, vacinas e mais verbas para a educação, entre outros pontos. Todas as capitais do país registraram manifestações. Em Brasília, o protesto aconteceu na Esplanada dos Ministérios.

Ao falar sobre os movimentos, o presidente citou a presença do advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, mais conhecido por Kakay, no ato ocorrido na capital federal. “Nessa manifestação do PT, o Kakay estava falando contra mim. Sinal de que estamos no caminho certo. Para o Kakay estar reclamando… Aquele que entra de bermuda em qualquer lugar”, disse.

Correio Braziliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo