BrasilCidadesGeral

Bolsonaro desiste de nomear Feder e avalia novos nomes para o MEC

A saga por um ministro da Educação continua. Segundo parlamentares, o presidente Jair Bolsonaro disse, neste sábado (4), que o empresário e secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, está fora da disputa pelo cargo. Ele adiantou que “não tem ninguém ainda” para assumir a pasta.

O presidente teria brincado com o fato dos nomes de seus indicados perderem força quando são divulgados pela imprensa, pois passam por uma espécie de raio-X. Segundo a CNN, no caso de Feder, a divulgação de um dossiê, elaborado pela ala ideológica do governo, pesou na hora do descarte do empresário.

Apesar de haver uma lista grande de possíveis nomes para ocupar o MEC, nenhum deles teria feito o presidente se decidir prontamente e a escolha deve acontecer semana que vem.

O reitor do Instituto de Tecnologia da Aeronáutica (ITA), Anderson Correia, é um exemplo. Ele tem apoio da bancada evangélica, mas já teve embates com a equipe do ex-ministro Ricardo Vélez sobre a reorganização de recursos públicos para pesquisas na Educação. O financiamento de pesquisas que abordem temas “da esquerda” é terminantemente reprimido por apoiadores do governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar