BrasilCidadesGeral

Argentina e México vão produzir vacina de Oxford para América Latina

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, fez o anúncio de que o país, junto com o México, serão responsáveis por produzir e distribuir na América Latina a vacina da Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford, do Reino Unido, em parceria com o laboratório AstraZeneca. A informação foi divulgada por Fernández nesta quarta-feira (12). 

No Brasil o acordo prevê que a produção seja própria, traz reportagem do Estadão.

Fernández se reuniu com a AstraZeneca e integrantes da empresa de biotecnologia mAbxience, que será responsável por produzir a vacina na Argentina.

“O laboratório AstraZeneca fechou convênio com a Fundação Slim para produzir entre 150 e 250 milhões de vacinas destinadas a toda a América Latina com exceção do Brasil. Estarão disponíveis no primeiro semestre de 2021 e serão distribuídas de forma equitativa entre os países a pedido dos governos”, explicou o presidente argentino. “A produção latino-americana ficará a cargo da Argentina e do México e isso permitirá um acesso oportuno e eficiente para todos os países da região”, acrescentou.

A expectativa da AstraZeneca é de que se os testes clínicos forem bem sucedidos, a produção na América Latina deve começar no primeiro semestre do ano que vem. A pesquisa está na fase 3, a última e mais importante no desenvolvimento de imunizantes, ressalta o Estadão.

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar