Cotidiano

Anvisa autoriza importação excepcional da vacina Sputnik V por mais sete estados

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, no final desta terça-feira (15), a importação excepcional da Sputnik V por mais sete estados. São eles: Rio Grande do Norte, Mato Grosso, Rondônia, Pará, Amapá, Paraíba e Goiás.

A autorização segue as mesmas restrições impostas a outros seis estados em que já havia liberação para importação excepcional, Bahia, Maranhão, Sergipe, Ceará, Pernambuco e Piauí.

De acordo com a Anvisa, cada estado vai receber o suficiente para a imunização em duas doses de 1% da população. Os estados vão poder aplicar nas seguintes quantidades: Bahia 300 mil, Maranhão 141 mil, Sergipe 46 mil, Ceará 183 mil, Pernambuco 192 mil e Piauí 66 mil doses.

Entre as condições impostas ela Agência, estão que a vacina deverá ser utilizada apenas na imunização de indivíduos adultos saudáveis; todos os lotes das vacinas importados somente poderão ser destinados ao uso após liberação pelo INCQS; a Anvisa receberá relatórios periódicos de avaliação benefício-risco da vacina; a vacina deverá ser utilizada em condições controladas com condução de estudo de efetividade, com delineamento acordado com a Anvisa e executado conforme Boas Práticas Clínicas; a Anvisa poderá, a qualquer momento, suspender a importação, distribuição e uso das vacinas importadas; dentre outros aspectos destacados no Voto do relator.

A deliberação também informa a quantidade de doses a serem importadas para 1% da população dos novos estados liberados.

Rio Grande do Norte – 71.000 doses;
Mato Grosso – 71.000 doses;
Rondônia – 36.000 doses;
Pará – 174.000 doses;
Amapá – 17.000 doses;
Paraíba – 81.000 doses;
Goiás – 142.000 doses.

Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo