Entretenimento

4 entre 5 mulheres fariam algo diferente para agradar o parceiro

CASAL SENSUALPesquisa realizada pela Hibou, empresa especializada em pesquisa e monitoramento de consumo, com 2 mil mulheres entrevistadas na rua e por telefone em todo o Brasil mostra que 4 de cada 5 mulheres estão dispostas a tentar algo diferente pelo parceiro e de dizer o que realmente desejam. Quase 2/3 das mulheres entrevistadas concordam que brinquedos eróticos na cama podem ser úteis mesmo quando acompanhadas. As mais jovens são mais receptivas a isso, com recusa de 7% (contra 16% das mais maduras). A maioria das mulheres têm inúmeras fantasias sexuais e fala abertamente sobre elas. 80% das entrevistadas revelaram que conversam sobre desejos picantes e fetiches, com amigas, mas principalmente com o parceiro. “Hoje a mulher sabe mostrar o que quer a seu parceiro seja como dominadora ou submissa na cama. Isso ficou muito claro para nós durante a pesquisa”, diz Ligia Mello, sócia da Hibou. 87% das mulheres entrevistadas assumiram abertamente também consumir produtos eróticos como livros, filmes e revistas, óleos, brinquedos, e fantasias, o que deixa para trás a ideia de que o mercado cultural sexual estava restrito apenas aos homens. Apesar da facilidade no acesso à informação online sobre todos os assuntos, apenas 57% das entrevistadas revelaram curiosidade na busca de conteúdo na internet sobre fantasias sexuais. “As entrevistadas preferem falar com outras pessoas a buscar a informação sozinha.” , conta a sócia da Hibou.

Faria, sim!

— Venda nos olhos: 75% fizeram ou fariam

— Palmadas: 65% já levaram ou deram

— Bondage (roupas eróticas de couro): 41% das mais velhas não fariam e 46% das mais jovens gostariam de fazer

— Uso de gelo no corpo 46% já fizeram

— Roleplay (uso de esferas de plástico): 44% gostariam de fazer, e 26% já fizeram

— Troca de poder: 42% já fizeram

— Sexting (divulgação de conteúdos eróticos e sensuais através de celulares): 72% já fizeram

— Tirar fotos eróticas: 48% já fizeram

— Ir para a cama com um desconhecido: 42% fariam

— Swing (troca de casais): 20% fariam

— Quase todo mundo (98%) faria ou já fez fora do próprio quarto (sala/motel)

— 94% gostam de ouvir obscenidades ao pé do ouvido

— 79% já falaram obscenidades no ouvido dele. Entre as mais jovens apenas 7% não falariam, contra 17% das mais maduras

— 64% já viram filmes ou imagens eróticas junto do parceiro

— Menage, 50% acham que jamais fariam, e 23% gostariam de fazer. Entre quem já fez (14%), 70% gostaram da experiência

Orgasmo

Apenas 36% das mulheres abaixo de 35 anos tiveram o primeiro orgasmo no mesmo ano que iniciaram sua vida sexual, contra 42% das mulheres acima de 35 anos.

20% das mulheres até 35 anos levaram entre 03 e 04 anos de vida sexual ativa até atingir o primeiro orgasmo (o que pode explicar a crise dos 3 anos).

18% das mulheres mais velhas tiveram o primeiro orgasmo depois dos 25 anos.

71% praticam sexo oral, e entre as mulheres mais jovens a prática cresceu 13% (de 64% para 77%).

A masturbação continua uma prática comum para 73% das mulheres, mas a masturbação cruzada cresceu 12% nas mais jovens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar