Slide

TJ-BA libera participação de animais na Lavagem do Bonfim

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ) decidiu, na noite desta quarta-feira (8), autorizar a presença de animais na Lavagem do Senhor do Bonfim, a partir da edição, em janeiro de 2013. A decisão, tomada durante sessão do pleno, contou com os votos de 24 desembargadores favoráveis e 10 contrários. A medida suspende os efeitos de uma liminar concedida em janeiro de 2011pelo juiz da 6ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, Ruy Eduardo Almeida Britto, que vetava o desfile de animais. O pedido foi feito pela prefeitura da capital baiana, que solicitou a suspensão da liminar, impetrada pela Associação Brasileira Terra Verde Viva e a Associação Célula Mãe, entidades protetoras dos animais, além da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Bahia (OAB-BA). A justificativa dos desembargadores que votaram a favor é a preservação da tradição do desfile dos jegues na festa, desde que haja fiscalização para impedir maus-tratos. As ONGs, no entanto, criticam a posição da Justiça. “É lamentável que existam animais na festa, não tem nenhuma necessidade. A mentalidade das pessoas mudou e já sabe que os animais têm medo dos fogos de artifício, ficam sem beber água, uma série de maus-tratos”, afirma Gislaine Brandão, presidente da ONG Bicho Feliz. De acordo com Ana Rita Tavares, da Terra Verde Viva, as associações recorrerão da decisão. “Provavelmente vai acabar no Supremo Tribunal Federal. De qualquer forma, a Ação Civil Pública que originou a liminar deve ser julgada até setembro”, disse em entrevista ao Correio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo