Bahia

Suspeita de atropelar e matar criança de 4 anos no sul da BA é presa

A mulher suspeita de atropelar com uma caminhonete o menino Enzo Gabriel Oliveira dos Santos, de 4 anos, foi presa na manhã desta terça-feira (8), na cidade de Camacan, no sul da Bahia, de acordo com a Polícia Civil. O caso aconteceu na noite da última quinta-feira (3), na cidade de Pau Brasil, e a criança não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a polícia, a mulher tem 18 anos e não possui habilitação para dirigir. No momento do crime, ela dirigia o veículo do namorado, que também foi preso. Segundo a polícia, os dois ingeriram bebidas alcoólicas em um bar na zona rural do município de Pau Brasil, antes de o homem passar a direção da caminhonete para ela.

Ainda segundo a polícia, a condutora do veículo perdeu o controle e invadiu a calçada, atropelando Enzo Gabriel, que estava ao lado da mãe. Ela e o namorado fugiram com o carro ainda ligado, pressionando o corpo da criança contra a parede de uma casa.

Além de ter omissão socorro e terem fugido do local, o casal cometeu, segundo a polícia, homicídio doloso. O crime foi cometido na modalidade dolo eventual, uma vez que assumiram o risco. A identidade dos dois não foi divulgada. O caso é investigado pela Delegacia Territorial de Camacan.

Familiares e amigos de Enzo Gabriel, lamentaram a morte do garoto e disseram que outras três pessoas poderiam ter sido atingidas pelo veículo.

As testemunhas relataram que a mulher que conduzia o veículo iria bater em uma motocicleta, tentou manobrar e freou o automóvel. No entanto, acelerou e “arrancou” com o carro, atingindo o garoto que estava perto da mãe.

“O carro ia bater na moto, ia ter uma batida. No que a menina freou o carro para não pegar a moto, acho que acelerou e o carro saiu com tudo. Ela ia atropelar nós três. Só que a mãe estava segurando a mão da criança. Ela tentou puxar a criança. Só que o carro bateu muito forte. Eu caí e o carro atropelou a criança”, disse uma das testemunhas.

A avó de Enzo, Luzia Oliveira, não se conformou com a perda e lamentou a morte da criança.

“Um menino inteligente, sabido. Era lindo, maravilhoso o meu neto. Calmo, paciente. Era um menino exemplar, amoroso. Eu perdi o meu neto. Meu netinho que eu amava tanto”, disse Luzia, visivelmente emocionada. G1Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo