Sem categoria

SAJ: Ministério Público realiza audiência pública sobre a retirada dos flanelinhas das ruas

Ontem, quinta-feira (05), o Ministério Público realizou uma audiência pública no Fórum Desembargador Wilde Lima sobre a situação dos flanelinhas em Santo Antonio de Jesus. O repórter Reginaldo Silva, Rádio Andaiá FM, entrevistou inicialmente o senhor Herivaldo Nery, presidente da Acesaj, o qual comentou sobre uma questão que se tornou comum o consumo no centro da cidade: as drogas.

“Eu não vou falar sobre os flanelinhas. Nós temo um problema no centro da cidade que as pessoas o apelidaram de flanelinha. O nosso problema são as drogas que os guardadores de carro fazem uso”, disse o senhor Herivaldo. Ele destacou que é necessário conhecer mais a situação para que uma providência concreta seja tomada. “Isso que está acontecendo é só o início e se não for cuidado agora teremos problemas sérios” disse.

O Dr. Valdemar Ferraz, promotor substituto da Vara da Infância e Adolescência, destacou a sua preocupação em relação aos menores que realizam o trabalho de flanelinhas nas ruas da cidade. Segundo ele uma grande parte de menores estão envolvidos no problema dos flanelinhas. “A atuação da infância e juventude precisa estar presente, se existem menores envolvidos o Ministério Público junto a atuação da Vara da Infância e Adolescência tem que estar presente, tem que buscar soluções e com o apoio e aval da sociedade”, salientou Dr. Valdemar.

“Garantimos uma ação educativa, mas sabemos da necessidade da atuação dessa atividade”, expôs Manuela Mercês, Secretária de Ação Social do município, referindo-se a audiência pública e toda discussão feita em torno do tema.

Dr. Julimar Barreto, também entrevistado, finalizou informando que se existem menores envolvidos e correndo o risco nas atividades como flanelinhas, devem ser proibidas. “Por isso que inicialmente será feito um cadastramento das pessoas para depois ser feito um trabalho policial”, relatou Barreto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo