Cotidiano

Rodoviários de Feira param e cidade fica sem transporte público

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.KigNg0IrLgFeira de Santana amanheceu nesta terça-feira (17) sem ônibus coletivo. Trabalhadores das empresas 18 de Setembro e Princesinha, que ainda operam o transporte público na cidade, resolveram parar as atividades até que as reivindicações sejam atendidas. Segundo o sindicato da categoria (Sintrafs), os funcionários exigem pagamento do atrasado do FGTS – 20 meses defasados –, da dívida de dois meses com plano de saúde, além da regularização de 71 funcionários que trabalham sem carteira assinada. “A situação está muito difícil. Nós alertamos sobre isso desde meados do ano passado. Só vamos deixar as garagens quando as empresas responderem às reinvidicações”, disse José Souza, vice-presidente do sindicato. Segundo o representante, outro problema da categoria é que as empresas, que ficaram de fora da nova licitação do transporte de Feira, têm um passivo de cerca de “R$ 10 milhões”. “Essa é uma questão delicada. São dívidas com FGTS, férias e vários direitos devidos aos rodoviários”, declarou. Conforme o site Acorda Cidade, o representante das empresas de ônibus, Roque Gomes, informou que a dívida com os trabalhadores deve ser quitada até o início da tarde desta terça.(BN)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar