Geral

Preso, ex-vereador de Santo Estêvão, mantém versão de que tiro que matou a mulher foi acidental

O ex-vereador George passos Santana, conhecido como George Breu, que atirou e matou a esposa grávida de nove meses em Santo Estêvão, prestou um novo depoimento nesta sexta-feira (19). Ele está preso temporariamente em Feira de Santana e foi interrogado na presença do advogado. 

Segundo a Coordenadoria de Polícia Civil de Feira, o acusado manteve a versão apresentada em depoimento anterior, de que o tiro que atingiu e matou Jéssica Regina Macedo Carmo foi acidental. George afirmou que teve uma discussão com a esposa e ela estava segurando a arma. Ele tentou retirar a arma das mãos dela, momento em que teria ocorrido o disparo. Para a polícia, a versão do ex-vereador não está compatível com a versão da perícia.

A polícia acredita em um crime de feminicídio e também de aborto sob responsabilidade de terceiros, já que o bebê também morreu, de acordo com reportagem da TV Bahia. 

George está preso desde o dia 11 de fevereiro, por força de um pedido de prisão temporária.  A partir da data da prisão do acusado, a polícia tem 30 dias para concluir as investigações. O crime aconteceu no dia 5 de fevereiro. 

Segundo familiares, o relacionamento dos dois era abusivo e Jéssica já apareceu com manchas roxas no olho e no braço. Antes de prestar socorro à esposa, o ex-vereador teria guardado as câmeras e imagens de segurança. Depois de levá-la ao hospital e prestar depoimento na delegacia, ele teria fugido da cidade.

Mari Leal / Correio 24h

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo