BrasilCidadesGeral

Mourão diz que comentário de Gilmar sobre Exército foi “fora do tom” e “infeliz”

O vice-presidente Hamilton Mourão avaliou nesta segunda-feira (13) que críticas a respeito da gestão do governo Bolsonaro na Saúde realizadas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes são válidas.

Contudo, ele acredita que as falas do ministro a respeito da atuação do Exército foram “fora do tom”. No último sábado (11), Mendes disse que os militares – que têm atuado ativamente no combate à Covid-19 – estão “se associando a esse genocídio”. 

“Pode criticar a gestão, ele está no direito dele. Mas os termos foram fora do tom, foi infeliz”, disse Mourão ao Blog da jornalista Andréia Sadi. Também de acordo com a publicação, os militares voltaram a pressionar o general Eduardo Pazuello, interino da Saúde, a pedir reserva. 

Generais da ativa querem se descolar da imagem de que há uma confusão entre o Exército e a política – e com Pazuello na ativa, esse discurso fica enfraquecido. Segundo aliados de Bolsonaro, Pazuello já tinha sinalizado que pediria reserva no final do mês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo