Notícias

“Mensalão, sei que é isso não?”

Mensalão? Deve ser ali, na sede da associação, afirma o lavrador José Edilson da Silva (34), apontando para o imóvel do Sítio Figueira, ponto de encontro dos companheiros de enxada para decidir o destino das hortaliças cultivadas em Vitória de Santo Antão. Não há intenção de fazer piada e, guiando-se talvez pela rima, Edilson acusa total desconhecimento do escândalo.

O caso de Edilson não é exceção no interior, onde a grande maioria das pessoas ouvidas por O GLOBO praticamente desconhece o esquema. A TV chegou, mas a ação penal 470 passa longe do cotidiano de homens e mulheres do campo. Foram 35 pessoas abordadas, em várias cidades, que disseram desconhecer por completo o assunto.

Entre as duas que demonstraram conhecimento vago, apenas um par de nomes é lembrado: José Dirceu e “um tal Valério”, Marcos Valério, o operador do esquema.

— Assisto todos os dias o Jornal Nacional, mas não sei o que é isso não. Crime que entendo é aquele que a gente sabe quem morreu, quem matou — afirma Verivaldo Antônio dos Santos (54), operador de escavadeira em Barra de Guabiraba, cidade a 141 quilômetros de Recife. (O Globo)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo